Novo agente de PET pode detectar doença neurológica

Estudo mostrou perda do sentido do olfato como sinal de neurodegeneração

31 Jan, 2017

Um novo agente de imagem PET está em desenvolvimento para identificar neurônios olfatórios a fim de avaliar a extensão de doença neurológica. O estudo foi publicado no Journal of Clinical Investigation e teve o suporte de pesquisas anteriores que sugerem a perda do sentido do olfato como possível sinal de neurodegeneração.

O dr. Jacob Hooker, do Massachusetts General Hospital e Harvard School of Medicine, nos Estados Unidos, explicou que o novo agente,  chamado de Neurolux, mostrou-se promissor ao localizar os neurônios maduros no epitélio olfatório de animais. Com isto, em experimentos pré-clínicos, os pesquisadores levaram o agente de imagem para avaliação inicial em humanos.

"A hipótese é a de que, à medida que começa a neurodegeneração, esta população de células pode ser muito vulnerável e pode ser um marcador precoce da doença.  A pesquisa também ajuda a entender as experiências terapêuticas de resgate do olfato, e isso pode nos dar um marcador para olhar a regeneração desses neurônios maduros como preditora de se o cheiro seria recuperado ao longo do tempo", detalhou o especialista.

Os pesquisadores disseram que há evidências que mostram o valor clínico da sensação olfativa na predição da mortalidade, na avaliação da qualidade de vida e na detecção de condições neurológicas como a doença de Alzheimer e lesões cerebrais traumáticas.

"A disfunção olfatória foi um fator de risco independente para a morte, mais forte do que várias causas comuns de morte, como insuficiência cardíaca, doença pulmonar e câncer, indicando que o sentido do olfato pode sinalizar um mecanismo chave que afeta a longevidade humana", escreveram os especialistas.

Depois de avaliar o agente neurolux em testes pré-clínicos em ratos, os pesquisadores estão agora preparando estudos em humanos. A Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA) autorizou a continuidade das pesquisas. Com informações de AuntMinnie.com

 

Compartilhe


NOTÍCIAS RELACIONADAS